9 de novembro de 2015

Candida Specht: moda com afeto e significado

em Dicas

Cores e originalidade. Duas palavras que me chegam de imediato à cabeça quando penso em Candida Specht. Conhecia a marca há um tempo, namorando pela rede as criações até que em uma mais uma passagem por Salvador, bati lá no ateliê da Candida pra uma troca de ideia. Outra coisa que me chamava a atenção era ver que a criação da Candida trazia uma mensagem e que fica clara depois que a gente a conhece.

11

Candida Specht. Foto: Loja Tanlup

Pra mim, como criativa que está empreendendo, nada melhor do que conhecer gente que também tem seu negócio baseado neste modelo. Tenho conhecido tanta, mas tanta gente bacana depois que me apaixonei pelo tema, depois de começar os estudos que o fluxo segue naturalmente, pinta gente de lá e de cá, na mesma vibe, com as mesmas ideias e com a Candida não foi diferente.

O espaço fica no Rio Vermelho, entre ruas gostosas que adorei, super moraria lá. Parece um bairro de cidade pequena dentro da giga Salvador. Nosso encontro foi bem gostoso, me fez um bem enorme. Nós, com nossos amores também por ali papeando e ainda conheci a família de 4 patas da Candida: duas tartarugas (Beijo, Magu!)

3Colorido, claro, despojado, delicado e alegre. Assim é o espaço da Candida que funciona não só como ateliê, mas também loja e no andar de cima, sua casa. Mesmo quem não conhece o lugar antes, imagino que deve ficar de olho comprido querendo levar tudo pra casa na primeira visita, porque o trabalho é mesmo lindo.

13

12

Bolsas, mochilas, carteiras, necessaires, lancheiras térmicas, sandálias, malas, tiaras e muito mais, afinal, como boa criativa, a mente dela não para até ter algo novo em pouco tempo. Independente só das tendências, estações, padrões e roteiros, a criação da Candida flui por meio de uma observação muito particular do mundo ao redor, coisa de quem entende muito e faz isso há tempos.

1

5Mas digo há tempos mesmo. Aos 28 anos, Candida começou a empreender aos 14. A ideia nasceu de ter algo único, original, que fosse só dela. Sentou à máquina de costura da família e produziu sua primeira bolsa. Não demorou muito para os pedidos começarem a aparecer e rapidamente definiu seu modo de trabalho. Depois de quase se formar em psicologia, seguiu pra estudar moda no Rio de Janeiro e a experiência que já tinha ao longo dos jovens anos de empreendedorismo aliaram-se aos estudos, técnicas e mais aprendizados. Não que antes não fosse, mas depois de voltar, trabalhar muito, buscar as próprias oportunidades,  Candida Specht Ateliê virou uma marca sólida e cheia de significado.

8

10

4Pra quem “vê de fora”, um modelo de negócio baseado na criatividade pode parecer fácil, um caminho cheio de flores com passarinhos guiando e segurando a barra do vestido. Mas a ralação é enorme, dou fé. Eu, a Candida, amigas e amigos que estão criando ou já criaram seus negócios criativos sabemos o quão árduo são os processos envolvidos. Processos de inspiração, planejamento, estudo, criação, pesquisa, desenvolvimento, comunicação, precificação, enfim, são tantas as etapas e que dependem muitas vezes ou só da gente ou de um grupo muito pequeno de trabalhadores. Em meio às resistências do mercado viciado no consumo por consumo, da valorização de negócios sem propósito, da apropriação das ideias, da cópia mal feita e feita sem respeito, o trabalho de uma empreendedora criativa como a Candida é sempre motivador.

9

Porque ela mesma se propõe sempre a buscar por algo novo, melhor, mais bonito, mais original e o trabalho nunca para. E ainda alimenta a rede de criativos, no momento que contrata, que capacita uma costureira ali, um ajudante aqui, um sapateiro acolá criando e dando oportunidades, fortalecendo e ajudando a desenvolver os novos rumos do mercado. Pra ela, nada disso precisa de propaganda pra rede social ver, o que vale mesmo é ver, na real, o que atitudes assim mudam na prática, na vida destas pessoas. Cria vínculos duradouros, verdadeiros.

6Penso que o que a Candida Specht produz diz pra gente: “Ei, faço moda com coração, cuidado, com peças em quantidades limitadas, atemporais, penso com carinho em tudo isso pra você se sentir única.” E a gente se sente. Comigo vieram meu jardim suspenso, com tecidos lindos! Por enquanto, ele tá entre os violões, mas assim que consertar a nova parede da sala, mudo de lugar. (É, tá tendo mudança de novo por aqui por conta do sofá novo, depois te conto.)

23

Garanti também minhas tiarinhas turbantes, mais uma criação dela. Estruturadas, tecido africano de ótima qualidade, tramas fechadas e com estampas lindas.

7

Escolhi uma marrom, com pitadas de preto e laranja, mais neutra. Adoro marrom e tons que se parecem com a minha pele. Depois de cortar a juba estragada e de uma maquiagem nude, saí de tiara por aí.

14

Elas não apertam, mas ficam firmes e por cima, o nozinho é costurado.

16 Saí por aí fazendo a meyyga, ownn, mas com limite, porque se fizer demais, minha irmã diz que viro a Lili 😀

17Pra contrastar com o cabelo escuro, escolhi outra colorida, claro!

18

20

21Desejo vida mais que longa à Candida, ao seu trabalho e a esta roda de gente boa, do bem e criativa que acredita e prova que vale a pena e é possível viver fazendo o que ama com significado, com relações afetivas e duradouras. Quem quiser conhecer mais sobre Candida Spetch Ateliê tem a loja física que atende com hora marcada, a Loja virtual, Fanpage e o perfil do Instagram que tá sempre na ativa.

Um beijo, genten!