Artes Manuais
17 de abril de 2015

Parc De La Villette e Le Free Market de Paname

Tava de bode. É. De bode aqui em Paris. “Ooo mulher malagradecida” Eu sei, ouvi teu pensamento. Ahh minha gente, cansei de ficar rodando pelos roteiros turísticos em pouco tempo. Depois de um mês aqui, já tava na fissura por descobrir outros lugares e querendo saber, o que um ou uma parisiense da minha idade, digamos, na mesma situação financeira, vulgo lascada, faz pra curtir? Onde, que horas? Comé que é o esquema? Já tinha alguns destinos na lista antes de sair do Brasil por conta de um blog que, sem dúvidas, é um dos meus preferidos sobre a cidade luz, o Paris Lado B. Ele andava desatualizado, mas voltou agora em abril, para a nooossa alegria. Mas até acostumar com tudo, ficamos por onde já conhecíamos e adiamos os roteiros diferenciados. Por pouco tempo, confesso.

Sabia que precisava começar a rodar pelos 19º, 20º arrondisement. Mais afastados e longe dos principais roteiros. Já tinha visto no Paris Lado B que uma feirinha itinerante ia acontecer e ainda dentro um parque muito massa. Duas boas opções de vez. Corri pro 19º e encontrei o Parc de La Villete.

10 de abril de 2015

Feirinhas, brocantes e vendas de garagem – Roteiro Artesanal em Paris

Peeense numa coisa que eu piro duplamente? Só falto dar um twist duplo hardcore carpado de tanto que eu adoro 😀 Feirinhas, bazares, vendas de garagem.. ai <3 amo demais estes eventos e o clima todo que envolve isso. Por onde viajo, faço questão de ir atrás de alguma. E sendo aqui em Paris, tudo se torna novidade quando este é o tema, né? Eu não vou poder compartilhar tooodas as feiras, brocantes que existem pela cidade, néamm? Mas ao final do post te passo links pra tal. Vou te mostrar o que encontrei no último final de semana, e se não conhece, tenho certeza que vai gostar.

27 de março de 2015

Heju – Um blog lindo de Paris

Eu prometi que ia te trazer mais sobre esse pessoal incrível que conheci aqui, não foi? Apoisis 😀 Te trouxe. Falei aqui da Hèléne e do Julien, autores do blog Heju. Não sei ao certo como cheguei até o blog, mas acho que foi por meio dos links que acesso, das lojas de artesanato e DIY franceses. Aí me encantei pelo blog que traz um gosto estético bem diferente do que eu tava acostumada. Os dois são jovens arquitetos e se conheceram da Escola de Arquitetura em Estrasburgo ou Strasbourg, cidade do leste da França, em 2009. Da junção do…

14 de novembro de 2014

1º Congresso Nacional Casa & Decoração.

Esse é o significado do 1º CONACADE, minha genten. E eu não podia tá mais feliz! É que além de participar, também vou palestrar!

A ficha nem caiu, acho que só depois do evento passar. Mês passado quando soube, nem acreditei direito.. Pensei: ” Quá, eu vou receber uma mensagem dizendo, Rá! Gluglu ieiê! Pegadjenha!” Mentira, pensei não, já deu frio na barriga, um entusiasmo danado! E quando vejo que o evento começa nesta segunda, comemoro. Porque pela primeira vez um congresso de decoração se torna tão acessível. É gratuito e virtual! Não paga nadinha pra participar e ainda você assiste de onde quiser. Fora que vai ter gente tão bacana, mas tão bacana participando que perder seria vacilo demais, gente.

18 de agosto de 2014

Chegou! A lojinha tá no ar!

Minhas azamigues não aguentavam mais o verbo “ir” conjugado no presente do indicativo: Vou lançar a lujinha, vou organizar, vou fazer.. Eis que hoje ela tá no ar. Até que fim, minha gentchy!

Montei a lojinha virtual Casa de Maria pra reunir o que faço e o que tenho pensado em desenvolver desde que montei o blog. Claro, que dentro das minhas possibilidades, limitações, tanto financeiras quanto geográficas. Como já falei aqui, foram cerca de quatro anos só pensando em um dia ter meu espaço virtual. O que nunca passou pela minha cabeça durante este tempo era trabalhar inteiramente nisso, aliando novos estudos e perspectivas. Há quase 9 meses terminei o curso de design de interiores, depois de ficar 8 anos no telejornalismo baiano e montei o blog. Foi tudo de vez, junto e misturado. Montei meu ateliê-escritório em casa quando lancei o blog, quando terminei o curso e quando saí da Tevê. Pá pum. Tenho mania de pensar muito, até demais antes de decisões, mudanças grandes e importantes como essas dos últimos anos. Mas quando a decisão é tomada é difícil querer voltar e me imaginar fazendo o que fazia antes. Desde então tenho vivido mergulhada neste novo universo com muitos aprendizados.

13 de agosto de 2014

Como estampar sua parede com carimbo de E.V.A

Cês sabem como gosto de trazer pra cá gente querida, boa, do bem e quando estas fazem coisas legais, seja em suas casas ou não, faço questão de compartilhar. Desta vez trago meu amigo Ms. Tá, o nome do menino não é esse. Mateus Monção é o nome do meu amigo querido e lindão, Designer de Interiores e todo talentoso. Ele, a irmã Marília e o cunhado se inspiraram num projeto super bacana e estamparam a parede da casa da Marília.

10 de julho de 2014

Mais do que não é o mesmo

Quem diria que os estrados de madeira utilizados no transporte de cargas iriam parar dentro dos lares como matéria prima da decoração acessível e possível, hein… Mas depois do boom de criações com os famosos Pallets ou Paletes confesso que andei meio borocochô. É.. a coisa esfriou, não via nada muito diferente. Isso. Não VIA, porque quando vi: Uauuu!!!! Isso foi até descobrir que um artista querido, bem aqui ao meu lado andava produzindo peças muito, mas muito boas. Ok. Estou super comedida. Produzindo peças insanas de tão massa!!!! Gente, sério, eu adoro saber que tem mentes inquietamente criativas por perto. O dono de mais uma dela é o Arisson Sena. Artista plástico daqui de Vitória da Conquista. Há anos acompanho outros trabalhos deles como as intervenções urbanas, esculturas, pinturas, já o entrevistei e tudo, mas quando vi a Eko Treco pensei: “Vem pro blog, meu querido!” e eis ele aqui.

O Arisson criou a marca Eko Treco Móveis e Objetos pra afirmar de uma vez por todas uma linha forte de suas criações: o reaproveitamento. O que pra muitos é lixo, pra Arisson é sempre arte. Este olhar herdou do avô, marceneiro com quem aprendeu a lidar com equipamentos e técnicas e também a mudar a perspectiva desde garoto. A arte dele é feita de modo inusitado como ele mesmo conceitua. Surge a partir de refugos vindos de construções, borracharias.. Enfim, o que aparecer para enriquecer o processo criativo deste artista que fala de forma indireta como a gente prejudica o mundo em que vivemos.

8 de maio de 2014

Feirinha Craft – Parte II

Voltei com mais gente massa pra te apresentar. Ontem postei a primeira parte sobre a Feirinha que participei. Leu não? Então vai. Mas volta 😀

7 de maio de 2014

Feirinha Craft – Parte I

Gentchy!! Que saudade daqui!

“Quá, tava nada..” cê pode pensar, mas te juro que tava! Fiquei doida pra conversar horrores por aqui e te contar o que tava rolando, mas justamente por isso, pelo o que tava rolando que deixei o Casinha pegando poeira. Quem acompanha a Fanpage viu que aconteceu na Bahia (é que agora tô em SP!!) nesta última semana um evento bem legal. Foi a 4ª FEARC – Feira de Artesanato Conquistense, edição Dia das Mães.

Quem organiza-o é uma querida amiga, artesã de mão cheia e mó guerreira. É que a gente sabe quão difícil e cansativo é organizar um evento envolvendo muita gente. A Feirinha, como apelidei carinhosamente é uma ideia da Edinéa Gusmão que colocou o sonho na prática: reunir gente que faz arte com as mãos, promover a arte pela cidade e valorizar a produção local. Conseguiu apoio de empresas comprometidas com esta ideia, correu pra lá e pra cá e na última semana deu início a mais uma Feirinha. Ó ela toda mexicana dando entrevista! Nem imaginava que a matéria iria em rede nacional e até os amigos do sul do país iriam ver o que acontecia por cá!

10 de abril de 2014

Reforma simples em uma agência de publicidade

Quando um espaço tem a mão feminina a gente já sabe, né? Tem uma pegada diferente. Pegada, mão, relaxa que isso não é coisa de “osadia”. Mas como deixar um ambiente delicado, onde reinam mulheres, porém sem tanto fru fru agradando a todos? Foi isso que comecei a pensar enquanto caminhava. Tinha comido muito e fui caminhando lento, a pança pesava pra subir a ladeira e infinitos lances de escada até o meu destino…daí tu tira como pensei.

Ia pra Agtm, uma agência de publicidade focada só em saúde e bem bacana aqui da cidade. Isso de que eles entendem de saúde é bom demais, porque cheguei quase morrendo no último andar. Eu e todo meu preparo físico excelente. SQN! Quem me chamava pra sugerir algumas mudanças no ambiente era a Chele ou Michele do Carmo, proprietária e Diretora de Atendimento da Agtm. Conheço a Chele há quase onze anos quando fui caloura dela. Mas não, ela foi muito gente boa comigo, não picou ovo na minha cabeça nem fez sacanagem com meu cabelo haha 😀 Junto com ela trabalham a Elle Lapa, Diretora de Arte, a Priscila Coelho, Assessora e Mídias Sociais e o Rubens Freitas, Diretor de Criação. Girl power, né? Todo mundo é jornalista. E bonito. É minha gente, o povo é bonito e tem tatuagens lindas.