8 de maio de 2014

Feirinha Craft – Parte II

Em Artes Manuais

Voltei com mais gente massa pra te apresentar. Ontem postei a primeira parte sobre a Feirinha que participei. Leu não? Então vai. Mas volta 😀

Esta outra queridona também depositou na criação manual todo o aperto que tava em seu peito depois de uma baita tristeza. Só que em pouco tempo a Gi Decrescenzo virou artista das maiores. Eu olho pros bonecos da Gi e minha cabeçona dói imaginando o trabalho minuncioso, cuidadoso. São roupinhas bem trabalhadas, cheias de detalhes, bochechas rosadas, olhinhos pintados, cabelos trançados, uma lindeza sem fim! Parabéns, Gi querida, trabalho fantástico! Não é à toa que a meninada cercou a bichinha que quase ela nem respirava 😀

Fearc9

E quem tá pelo Insta comigo viu que postei botões SURREAIS de tão lindos! Mas eu fiquei embasbacada com a quantidade e variedade de desenhos! Não é pintado, tá na parte interna, de uma lado do outro.Tudo feito artesanalmente com uma resina alemã por uma fábrica do Rio de Janeiro. Só que o que não sabia era que os donos eram da minha cidade. Deixaram a agonia da cidade grande, a fábrica na mão dos filhos e voltaram pra viver tranquilos no interior. Mas nem por isso ficam parados. Em toda Feirinha, dona Lena e seu Djalma tão lá, firmes e fortes vendendo seus botões lindos. A banquinha deles não parou! Prometo uma matéria só sobre eles.

Fearc12

Também adorei conhecer o trabalho do Cristian . Ele é daqui de Sampa (te falei que tô por aqui, né?) e faz animais só, eu disse, só com papel e cola. Até a estrutura é feita com rolinhos e aí ele vai revestindo tudo com fita adesiva e mais papel. Pra o Cristian, o melhor papel é o da Revista Caras (Ó menino bom pra humanidade :D) Isso é apenas parte do que ele cria:

Fearc10

Além dos expositores, oficinas de tricô, crochê e criação em barro foram oferecidas. O Marcos, artesão há 30 anos matou a curiosidade de grandes e pequenos que paravam pra criar suas peças. E sabe o que é melhor? Todas as oficinas foram gratuitas.

Oficina

Fearc11

E no fim, não teve como não ficar com um sorriso de todo tamanho! Eu fico muito agradecida, orgulhosa e satisfeita em saber que tem gente cheia de garra e que promove encontros assim. É ótimo sair da sua aldeia e ir pra uma maior, onde tudo já tá pronto. É mais cômodo, né? Mas é lindo ver gente com esta relação de pertencimento com o seu lugar. Que ajuda e renova a realidade ao redor. Em dezembro tem mais uma. Vamos que vamos! Vida longa à FEARC!

Fearc13