10 abr 2015
Artes Manuais

Feirinhas, brocantes e vendas de garagem – Roteiro Artesanal em Paris

Peeense numa coisa que eu piro duplamente? Só falto dar um twist duplo hardcore carpado de tanto que eu adoro 😀 Feirinhas, bazares, vendas de garagem.. ai <3 amo demais estes eventos e o clima todo que envolve isso. Por onde viajo, faço questão de ir atrás de alguma. E sendo aqui em Paris, tudo se torna novidade quando este é o tema, né? Eu não vou poder compartilhar tooodas as feiras, brocantes que existem pela cidade, néamm? Mas ao final do post te passo links pra tal. Vou te mostrar o que encontrei no último final de semana, e se não conhece, tenho certeza que vai gostar.

Como moro por enquanto em um arrondisement bem central, saí caminhando e passando pelos pontos onde os eventos aconteciam. O sol deixou tudo mais gostoso. As ruas e praças lotadas, mais nos pontos turísticos. O que foi bom porque não tinha muita gente pelas feirinhas. Aqui é muito comum os Brocantesque são feiras onde vendem antiguidades e são organizadas por profissionais. Podem ser fechadas ou em locais aberto. Você encontra raridades com preços bons. Eu adoro uma coisa véa, adoro mesmo.  Há também as Vide-Greniers, que são as vendas de garagem, onde qualquer um pode vender o que quiser. Além desses existem os Marchés, mas que rende um post só pra esses porque são muitos. Passei pelo Brocante du Pont Alexandre III aquela ponte linda que já postei lá no Instagram. Fica assim, toldos organizados à beira do Sena.

1

Antes de terminar de descer a escada meu zoião já começou a flagrar belezuras. Bati nas coisas lindas como esta luminária com base de máquina de costura e o apoio de livro em porcelana com duas mergulhadoras vintages!!

2

Todos os objetos possíveis, a gente encontra. Louças, prataria e muita coisa pra cozinha. Almofadas, mesinhas, cadeiras, poltronas e váários outros itens pra sala, quarto, enfim, um mundo. Máquinas, luminárias, vitrolas, gramofones..ai.. <3 Perfumeiras, bibelôs e mais, muito mais.

6

3

Ei.. tu tá aí ainda? Então repara nessas máquinas lindas, que funcionam e na fofuuuura desse urso dentro do baldinho flora pra planta?? Só eu garrei amor nele?

4

E ó essa? Bota antiga nisso, hein… E gaveteiro de metal com fechadura..

5

E em alguns Brocantes como este, a gente não fica babando só pelos objetos, né… Tudo conspira pra nossa baba bater no pé.

7

Saí dali e fui pra o outra margem e almocei por ali mesmo. Há barcos que são bares e barraquinhas com mesas e bancos onde você almoça tranquilo. Há até alguns que montam cadeiras e fazem uma “praia temporária” onde a galera deita e se cobre pra olhar o rio. Curioso pra gente acostumado com tanta praia. Saindo dali, fui pra feirinha de primavera montada em frente à Torre Eiffel.

14

Esta é artesanal e variada. É bem organizada e a estrutura é muito boa, contando ainda com uma pracinha de alimentação bacana aos fundos.

8

10

São vendidos acessórios feitos à mão, roupas, calçados, objetos pequenos de decor, pra mesa, banho.

9

11

A barraquinha de acessórios peruanos com suas cores e linhas é um xodó. Cheias de filtros do sonho, tanto para pendurar quando pulseirinhas com mini filtro pra amarrar no braço.

12

Você é bem atendid@ e é difícil não levar uma coloridinha amarrada no braço.

13

A  Village du Printemps fica bem em frente à torre, mas não vive cheia, ao menos quando fui. Mesmo debaixo da torre estando este formigueiro. Lotada.

16

Saindo dali fui pro Marais, pertinho do Pompidou que já te falei, lembra? A feirinha aqui é pequena e mais de gastronomia que de objetos ou acessórios.

17

Também tinha gente, mas nada muito cheio, de incomodar. Provamos comidinhas deliciosas, doces, frutas mais diferentes na versão cristalizada.

19

Mas esta barraquinha com todas as azeitonas possíveis é realmente irresistível. Tapenades, molhos, pão, tudo com os vários tipos de azeitonas vindas da Provença.

18

Gostei do roteiro e foi muito bom poder ver como este tipo de evento aqui é organizado, muito bem organizado por sinal. Como em muitas que já fui no Brasil. É bom pra gente absorver, trocar ideia e aplicar no lugar onde a gente vive, enfim, mais conteúdo pro nosso HD. As Feiras, Brocantes e Vide-Greniers acontecem em datas e pontos específicos. Pra acompanhar é bom checar o Brocabrac. E se quiser saber sobre a lista de Marchés, Brocantes e mais, clica aqui do Dica de Francês e se esbalda. Volto já, viu? Um beijo!

14


Uma resposta para “Feirinhas, brocantes e vendas de garagem – Roteiro Artesanal em Paris”

  1. Não existe coisa mais gostosa do que dar uma voltinha em feiras como essas <3 se tiver comida então, daí é sucesso garantido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *