01 abr 2015
Viagem

Onde comprar tecidos – Roteiro Artesanal em Paris – Parte I

Seguindo com o roteiro artesanal por Paris (Clica na tag pra encontra o restante, beleza?) fui atrás de algumas lojas bacanas pra comprar tecido. Só algumas, mas que já são bem boas. Adoro uma tinta, um móvel véio, mas sou suspeita quando se fala em costura e em criações com tecidos, afinal, sou filha, neta de costureiros. Quase todo mundo na família já costurou, homens e mulheres. Como eu já saí do tratamento, já me recuperei, não compro mais um metrinho, nenhum 😀

No Brasil os meus preferidos, sem dúvida, são os da Círculo. Uso e mais que recomendo. São bem encorpados, macios, cores vivas e que não desbotam. Mas como tive a capacidade de esquecer minha malinha pra criar aqui, fiquei chupando dedo. O que não me impediu de ir atrás das lojinhas de “tissus” e compartilhar. O bairro onde boas lojas se concentram é Montmartre. O mesmo da basílica da Sacré-Coeur, do café da Amelie, e das luzinhas que te contei lá no A Casa Que A Minha Vó Queria. E é muito fácil de chegar, minha gente. Fica no 18º Arrondisement, já te falei dele. É tido como mais popular, mas não menos turístico e bem badaladinho pro meu gosto, mas durante a semana dá pra se perder por lá com mais tranquilidade. Pegando o metrô até Abesses, saia da estação (com ajuda do elevador, por favor! Nunca vi tanta escada em minha vida!) vire à esquerda e siga reto até chegar às escadarias da basílica. Siga mais na mesma direção e ao lado da igreja, vai ter um centro de artes, ao lado dele o Marché Saint-Pierre. Não tem erro, minha gente, o Marché fica na esquina, na “quina” mesmo e é enorme. Quatro andares pra pirar de vez.

1A

No primeiro, tricoline, viscose, crepe… um mundo. Cores e estampas absurdas de lindas!

2A

3A

A parte com tecidos pra patchwork é de suspirar.

4A

São quatro andares e em casa, sinalização e descrição do que o cliente pode encontrar.

5A

No segundo, linho, veludo, feltro e muitos paninhos pra casa. Coisa que adoro. Paninho de prato, pra cobrir bolo, guardanapo de tecido, toalhas de banho por exemplo. Além disso, matelassê já pronto.

6A

No terceiro andar, tecidos mais finos e caros. Seda pura de tooodas as cores. O terceiro andar é destinado a quem procura tecidos pra festas e casamentos.

7A

No último andar, tecidos grossos pra cortina, poltrona, almofada…voltados pra decor, mesmo. As estampas quase causaram meu desencarne 😀 Esse por exemplo, pode ir tranquilo pra uma parede.

8A

E foi. Meio mal colado, mas foi.

9A

Saindo do Marché, tu dá de cara com a Les Coupouns de Saint Pierre, onde os tecidos são menos variados, mas mais baratos.

10A

É uma espécie de Varejão dos tecidos, sabe? Com tecidos já cortados em tamanhos determinados e preços. Quando fui, estava bem cheio e a mulherada toda em cima. E talvez tenha sido por conta do burburinho causado pelo reality show francês que escolhe um estilista no final. Uma das provas do programa levou os participantes até a Les Coupouns e a galera fez a festa. Não há tanta variedades, mas os preços são bons.

11A

Ao lado, mas ao lado mesmo, na mesma calçada, tem outra grande, a Reine. Parecida com o Marché, têm andares cheios de tecidos e alguns acessórios.

12A

Ainda tenho mais pra te mostrar e te prometo fortes emoções, fofurices e mais cores! Até amanhã e um beijo!


2 respostas para “Onde comprar tecidos – Roteiro Artesanal em Paris – Parte I”

  1. Kátia C. Silva disse:

    Afff…eu morreria tb!

Deixe uma resposta para Kátia C. Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *