13 abr 2015
Viagem

Onde consertei computador em Paris

Sendo um notebook ruim pra caramba e com uma placa mãe mais fina que papel, ele dura até demais. Ainda tem de aguentar excesso de peso, fofura e pelos lá no Braseel <3 Ok. Me contive pra escrever a última frase porque se há saudade nesse meu coração é dos meus bebês!!!!!!

12

Mamainn num tá guentando de saudade, meu godão!

9

“Ahhhh Nãooooooooooooooooo mellll delllssss! Quii será da minha pessoa!!!” Pensei cá comigo. Isso, gritei mentalmente, mas logo parei e sosseguei o facho. Foi só um lapso da drama queen que vive em mim. Já sabia pra onde ir aqui em Paris pra ser socorrida. Assim que chegamos aqui, a TV do studio tava pifada. Aí o locatário brasileiro gente boa, chamou logo o Flávio, um goiano que mora aqui há mais de uma década e é técnico em eletrônica. Ele nos deu a dica de onde consertar computador, comprar peças assim, assado e tudo pra essa área com preços bons. Uma ruazinha chamada Mongallet. É só pegar a linha 8 do metrô com sentido Point du Lac e descer na estação Mongallet.

1

Já sai na rua mesmo. Descendo, a gente topa com um monte de lojinhas de eletrônica miúdas onde em sua grande maioria, trabalham japoneses, coreanos ou chineses. Você vai precisar de um ouvido muito bom pra entender o francês ou inglês por lá. Se adiante, vuh? 😀

4

2

A dica do Flávio foi ir direto na Mongallet One. Além do preço, o atendimento era rápido. E bota rápido nisso, minha gente, tomei até um susto. Não esperei 20 minutos e a loja tava cheia. Ok, entendo que o problema não foi dos piores, ele trocou uma peça do monitor e só. Mas ainda aqui em outra loja ou no Brasil, iria esperar ao menos um dia pra receber o note de volta.

8

Saí de lá toooda cantante e aqueles velhos amigos passarinhos me guiando e segurando meu vestido 😀 A rua costuma ficar vazia no meio da semana, ao menos já fui lá mais de uma vez e estava assim. Se tu é que nem eu, que organiza a viagem, chega ao destino, abre a mala e: “Ihhh, mefu, esqueci o cabo x, o fio y..” bem-vind@ ao clube. Sou mestre nisso. Péssima relação com eletrônicos e afins. Foi o mesmo com o Iphone e a bateria viciada. Corri pra Mongallet pra comprar a capinha carregadora e achei com um preço melhor que as vendidas no Brasil. Talvez não seja das melhores, mas super me salva.

7

Caso sinta dúvida, só é memorizar que na rua há este prédio onde fica uma escola em design mais arrojado e metal marrom. Morri <3

5

6

É isso, se for estudante comonóis, que os pobres dos notes já são surrados, talvez essa seja uma boa dica. Ou mesmo se não for, se veio passear e esqueceu o carregador do cel, ou a bateria da câmera ou bendito pau pra fazer aquela selfie, corre pra Mongallet que lá você encontra tudinho.

Um bisou bem grande!

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *