10 de abril de 2014

Reforma simples em uma agência de publicidade

em Design de interiores

Quando um espaço tem a mão feminina a gente já sabe, né? Tem uma pegada diferente. Pegada, mão, relaxa que isso não é coisa de “osadia”. Mas como deixar um ambiente delicado, onde reinam mulheres, porém sem tanto fru fru agradando a todos? Foi isso que comecei a pensar enquanto caminhava. Tinha comido muito e fui caminhando lento, a pança pesava pra subir a ladeira e infinitos lances de escada até o meu destino…daí tu tira como pensei.

Ia pra Agtm, uma agência de publicidade focada só em saúde e bem bacana aqui da cidade. Isso de que eles entendem de saúde é bom demais, porque cheguei quase morrendo no último andar. Eu e todo meu preparo físico excelente. SQN! Quem me chamava pra sugerir algumas mudanças no ambiente era a Chele ou Michele do Carmo, proprietária e Diretora de Atendimento da Agtm. Conheço a Chele há quase onze anos quando fui caloura dela. Mas não, ela foi muito gente boa comigo, não picou ovo na minha cabeça nem fez sacanagem com meu cabelo 😀 Junto com ela trabalham a Elle Lapa, Diretora de Arte, a Priscila Coelho, Assessora e Mídias Sociais e o Rubens Freitas, Diretor de Criação. Girl power, né? Todo mundo é jornalista. E bonito. É minha gente, o povo é bonito e tem tatuagens lindas.

Tudo já tinha o reflexo do trabalho do grupo e da personalidade da chefitcha: alegre e despojado. Mas vi que a Chele queria alguns pequenos ajustes pra deixar ainda melhor o que já era bom: “… achei que a equipe merecia um local que tivesse mais a cara dela, tanto que todas as sugestões foram sugestões que surgiram de todos. Queria que a gente já pudesse atender a todos os “eu quero isso, eu quero aquilo, seria tããão legal!”, mas como a verba é curta, tivemos que reduzir nossas ideias e fazer mudanças que cabiam no bolso. Motivo específico pra deixar um local mais bonito? Não tem! Admirar o local em que se trabalha é essencial e tudo tem que ter um pedacinho de cada um. Ninguém entendia do que estávamos falando ou podia nos ajudar com tanto carinho e de forma tão certeira como o Casa de Maria.” conta Chele.

Uebaaa! Fiquei feliz mesmo em ajudar. Quando cheguei lá vi que a agência era antes uma única sala. A Chele pediu pra dividir o espaço com uma parede de Drywall pra criar duas salas, uma pra receber clientes e a outra, o local de trabalho. O lugar é alugado, então as mudanças não podiam interferir tanto na estrutura. Começando de dentro pra fora: a sala de trabalho era estreita e comprida. Todo mundo trabalhava numa bancada e virado pra parede. Ô minha gente, todo mundo de cartigu 😀 Então, a bancada foi retirada.

Agtm1

Pra corrigir as imperfeições da parede, um retoque na pintura. O amarelo canário, cor base da agência foi reaplicado pelo próprio pessoal com a ajuda duzamigos!

Agtm2

O pedido da Chele foi uma ilha de trabalho pra substituir a bancada. Ela tinha uma queda pelo modelo redondo, porém sugeri uma retangular. Uma ilha redonda é realmente linda, mas iria comprometer a circulação da sala retangular. Daí, fiz um croqui com as medidas reais em escala e chamei meu marceneiro ligado no 220w pra projetar o móvel em MDF revestido por melamina branca. Gostei do resultado, mesmo ele abrindo o passa fio de cada mesa no lugar errado… qué qué ilsson, Adailton? Depois do puxão de orelha nele, tudo certo. A ilha ficou pronta, quadros de anotações e outros itens fixados e ali na sala, detalhes que já existiam foram realocados pra harmonizar.

Agtm4

A outra sala recebia as visitas, clientes e quem mais chegasse de primeira no ambiente. As paredes eram todas brancas assim como as duas pequenas poltronas. Um tapete cinza e uma peça em MDF coberta com melamina azul klein fechavam a decor desta parte. Mas este era o ambiente que precisava da atenção de quem entrasse, não podia ser muito nem tão pouco. Pedia por mais cor. Daí, depois de várias ideias, olhei pra o bloquinho que a Chele me deu, um brinde da agência e vi uma arte linda, feita pela diretora de arte, a gatchenha Ellen. Já foi! Era isso que podia ir pra parede: a composição de cores era linda, uma identidade da agência, autêntico e podia compor muito bem com cada item. Sugeri que fosse impresso em adesivo vinil e a gráfica fez um bom trabalho.

A Ellen criou a arte com primor e com a medida correta, só até o dente da parede pra que o desenho não fosse interrompido. Os funcionários da gráfica capricharam na aplicação. Os quadros, antes na outra sala passaram pra esta, sugeri outra posição para as poltronas e só! A mudança foi aprovada: “A sala de reunião, que é por onde as pessoas entram, estava sem personalidade, abandonada. E agora as pessoas entram e falam “Nossa que lindo aqui!” e a gente fica muito feliz com isso.” afirma Chele.

Agtm3

As luminárias no teto também mudaram de lugar pra melhorar a iluminação vinda apenas de uma janela. Daí em diante só foi mesmo trocar pequenos itens e acessórios do lugar: “cada um agora tem seu espacinho pra fazer a sua bagunça, colocar suas fotos, seus objetos pessoais, como se fosse uma mini casa no trabalho. Só temos a ganhar quando o lugar fica ainda mais fofo.” conclui Chele.

Agtm5

Agtm6

Te disse que era pá pum, mas que dá diferença, dá. Um adesivo ali, um móvel projetado pra atender as necessidades de cada um e todo mundo feliz! Ah e bonito. 😀

Agtm11Foto: Erley Santos